publicoalvo-e-buyer-persona-qual-e-a-diferenca-entre-eles.jpeg

Público-alvo e Buyer Persona: qual é a diferença entre eles?

Há alguns anos, quando uma empresa desejava criar um planejamento estratégico de comunicação e marketing para posicionar sua marca no mercado, bastava se preocupar em definir quem seria seu público-alvo, não é verdade?

Acontece que, com a revolução digital, o mercado passou por grandes mudanças: o comportamento de compra já não é mais o mesmo, o consumidor está mais exigente e a concorrência cada vez mais feroz.

Nesse contexto, fez-se necessário uma mudança de paradigma bastante interessante no mundo do marketing: em vez de buscar focar suas ações apenas em um tipo de público — estratégia que tem se mostrado pouco eficiente — percebeu-se a necessidade de conhecer mais a fundo quem é seu cliente ideal — ou sua buyer persona.

Parece complicado entender o que estamos falando? Fique tranquilo! A seguir, explicaremos melhor as diferenças entre buyer persona, público-alvo e sua importância para o marketing digital. Acompanhe!

O que é público-alvo?

Quando nos referimos a público-alvo, estamos falando de uma grande parcela da sociedade que possui o perfil que sua empresa procura para comprar os seus produtos ou serviços. Porém, ele tem uma característica bem mais genérica do que uma buyer persona.

Saber quem é seu público-alvo deve ser uma das primeiras iniciativas de uma empresa, pois assim se torna mais fácil identificar, em meio a uma multidão, quem são as pessoas mais interessantes para o seu nicho de mercado e quais estratégias de marketing digital serão mais eficientes de acordo com os seus hábitos de consumo.   

Um dos maiores erros que uma empresa pode cometer é tentar atrair a todos indistintamente. Encontrar seu público-alvo é como se fosse um jogo de dardos: você tem que mirar bem o alvo para poder atingi-lo.

Você sabe como defini-lo?

Geralmente, os principais dados que devem ser levantados para definir seu público-alvo com maior precisão são:

  • dados demográficos;
  • faixa etária;
  • condições socioeconômicas;
  • hábitos de consumo;
  • comportamento de compra.

Com essas informações básicas em mãos, já é possível elaborar uma mensagem publicitária mais próxima do seu público, tornando suas ações de branding mais bem sucedidas.  

O que é buyer persona?

Uma buyer persona é a representação semificcional do seu cliente ideal. Ela constitui um nível mais profundo, subjetivo e acurado do seu público-alvo. Em suma, ela é o foco do seu negócio, pois suas informações servem como bússola para orientar o caminho que suas ações de marketing devem tomar para alcançar seus objetivos. 

Como criar uma buyer persona?

Sua construção é feita a partir de uma pesquisa de mercado bem mais apurada do que a do público-alvo para coleta de dados reais sobre o cotidiano, objetivos, dores, desejos e motivações das pessoas e sobre o que influencia o seu comportamento de compra.

Toda buyer persona deve ser descrita, principalmente, a partir dos seguintes dados: 

  • nome;
  • imagem;
  • profissão;
  • idade;
  • nível de formação;
  • nível social;
  • objetivos;
  • necessidades.

Qual a diferença entre público-alvo e buyer persona?

Veja um exemplo prático para compreender melhor o que estamos falando:

Marcelo é um empresário, dono de concessionárias de carros de luxo. Como sabe que o seu público-alvo deve ter um alto poder aquisitivo, suas empresas ficam situadas nos bairros mais nobres da cidade, pois são nesses locais que a classe média alta costuma morar ou trafegar e, muitas vezes, param para observar e perguntar sobre alguns requisitos dos seus carros.

Logo, Marcelo, por meio de pesquisas e observações, chega a conclusão de que seus clientes ideais são homens, em sua maioria com idade entre 40 e 60 anos, com nível superior, cargos importantes em grandes empresas e que gostam de ostentar carros de luxo.

Dessa forma, ele descobre quem é, onde está e como o seu público-alvo se comporta e, melhor, consegue a partir das informações mais relevantes criar sua buyer persona (cliente ideal), podendo, assim, desenvolver campanhas mais assertivas, capazes de aumentar suas vendas e impulsionar o seu negócio.

Enfim, definir seu público-alvo e, em seguida, sua buyer persona, é a melhor maneira de dialogar com os clientes certos, em vez de tentar acertar o alvo de olhos vendados.

Gostou desse post e quer continuar acompanhando outros conteúdos exclusivos sobre marketing digital? Acompanhe nossos perfis no FacebookLinkedIn e Instagram e não perca mais nenhum!  

Compartilhe com seus amigos:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestShare on TumblrEmail this to someone